PAISAGEM

ORAÇÃO DO DIVINO ESPÍRITO SANTO

OH! JESUS MEU ETERNO PAI DO CÉU, DOCE CORAÇÃO DE JESUS, SOIS O ME REFÚGIO, MEU GUIA, MINHA LUZ QUE ILUMINA TODO MEU CAMINHO, ME PROTEJA, ME AJUDE, ME DÊ ÂNIMO, CORAGEM E MUITA CONFIANÇA. FIQUE SEMPRE COMIGO. DAI-ME UMA PAZ QUE BROTA DO MEU CORAÇÃO. DAI-ME A GRAÇA DE CONSEGUIR FAZER ALGO PARA VOS AGRADAR. DAI-ME FORÇA, A DECISÃO E CORAGEM. ENVIE TEU ESPÍRITO SANTO E TUDO SERÁ CRIADO. NÃO DEIXE TARDAR EM VOS AGRADECER. ILUMINE MINHA MENTE QUE DEVO FAZER. AJUDE QUE EU NÃO ME ESQUEÇA DE VOS AGRADECER. JESUS FIQUE SEMPRE COMIGO. DOCE CORAÇÃO DE MARIA, RAINHA DO CÉU E DA TERRA. SEJA NOSSA SALVAÇÃO. AMÉM

Observação: Esta oração foi escrita por minha mãe em seus últimos dias de vida /1993. Saudades!

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Homenagem especial



Querida profa. Marlei Gabaldi

“Recordar é viver”, bem diz o provérbio português. E pensar me faz relembrar bons tempos. Tudo era diferente, até mesmo o sabor das coisas! Mas, o tempo passou... e como faz tempo! Naquela época eu tinha uns 8 anos. A escola era distante, por isso comecei a estudar mais tarde.
Pela manhãzinha eu levantava e logo saia rumo à Escola Municipal “D. Pedro “I”. A estrada era longa, talvez uns sete quilômetros. Eu me lembro que eu e meus colegas e/ou vizinhos de infância tínhamos que passar por trilhos perigosos e até por um abismo seguido de um córrego e depois um milharal, às vezes, correr de cães bravos (isso quando cortávamos caminho escondidos de nossos pais) e, em seguida, seguíamos pela estrada mais movimentada. Às vezes íamos por outra estrada para chegar ao trajeto correto, mas isso só aumentava mais a distancia.  
Olha, foi Você quem me ensinou as primeiras letras do alfabeto, as sílabas (àquele “f” que eu não conseguia fazer traçado certo e levei a maior bronca! rsrs...), aprendi as palavras e também a decifrar as frases, os textos e assim, sucessivamente, até a entender criticamente os textos (eu não decorava), compreender os problemas, as quatro operações e a tabuada, enfim as outras disciplinas.   
Ah que saudade! Eu me lembro da Cartilha Caminho Suave e também algumas explicações que até hoje estão gravadas em minha memória, tais como a origem da palavra Curitiba em tupi guarani, ou seja, “CURIpinho e “TIBA” muito, bem como a fábula O homem e a cobra, de Monteiro Lobato. E tantos outros ensinamentos!  
Nossa como VOCÊ era guerreira! Imagino como devia ser difícil lecionar numa sala multisseriada, mas VOCÊ dava conta do recado e ainda fazia a merenda. VOCÊ ia de carteira em carteira e até brincava de roda conosco na hora do recreio. Ainda aprendi que tínhamos que dividir a merenda quando levávamos lanches de casa e que não podíamos comer manga verde (devido um caso ocorrido ao lado da escola).
Eu também recordo que VOCÊ era imparcial (VOCÊ sabe o motivo! rsrs...) e uma grande amiga. Por falar em amigos: sabia que eu a admirava por sua alegria e animação? Não me lembro direito, apenas sei que seus amigos da Fazenda Barbacena cantavam belas canções com VOCÊ ao voltarmos da escola.
Professora Marlei, todos nós temos um destino marcado... (sei lá!), por isso quando eu voltar a revê-la (tomara que um dia...), por favor, quero encontrá-la com o mesmo sorriso e animação daquela época. Olha, mesmo que a vida tenha mostrado alguns dissabores! A vida segue seu percurso... sei como ela é. O importante é que VOCÊ é amada por muitos, inclusive por sua eterna aluna. Saiba que sua irmã também deixou marcar positivas, assim como a profa Conceição, mas foi VOCÊ quem me aguentou por quase quatro anos.
VOCÊ e meus PAIS ajudaram-me a construir meu alicerce e hoje também sou professora. Obrigada por fazer parte da minha história. Que você e sua família sejam iluminadas por Deus e tenham forças para prosseguir nessa jornada. Conte comigo!
Beijos!
Geisa

Obs.: Obrigada por sua visita surpresa! Amei!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá pessoal!
Agradeço seu comentário.
Volte sempre! Geisa