PAISAGEM

ORAÇÃO DO DIVINO ESPÍRITO SANTO

OH! JESUS MEU ETERNO PAI DO CÉU, DOCE CORAÇÃO DE JESUS, SOIS O ME REFÚGIO, MEU GUIA, MINHA LUZ QUE ILUMINA TODO MEU CAMINHO, ME PROTEJA, ME AJUDE, ME DÊ ÂNIMO, CORAGEM E MUITA CONFIANÇA. FIQUE SEMPRE COMIGO. DAI-ME UMA PAZ QUE BROTA DO MEU CORAÇÃO. DAI-ME A GRAÇA DE CONSEGUIR FAZER ALGO PARA VOS AGRADAR. DAI-ME FORÇA, A DECISÃO E CORAGEM. ENVIE TEU ESPÍRITO SANTO E TUDO SERÁ CRIADO. NÃO DEIXE TARDAR EM VOS AGRADECER. ILUMINE MINHA MENTE QUE DEVO FAZER. AJUDE QUE EU NÃO ME ESQUEÇA DE VOS AGRADECER. JESUS FIQUE SEMPRE COMIGO. DOCE CORAÇÃO DE MARIA, RAINHA DO CÉU E DA TERRA. SEJA NOSSA SALVAÇÃO. AMÉM

Observação: Esta oração foi escrita por minha mãe em seus últimos dias de vida /1993. Saudades!

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Enem/2012


Veja abaixo uma “tradução” das cinco competências analisadas na redação do Enem:

1ª Competência: Demonstrar domínio da norma padrão da língua escrita

O candidato deve demonstrar capacidade de se expressar bem, isto é, de escrever um texto claro, com poucos erros gramaticais, e de preferência sem erros que prejudiquem a compreensão daquilo que está expondo.

2ª Competência:Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo

O candidato deve entender o que está sendo pedido na proposta - antes de mais nada, é preciso escrever uma dissertação sobre o tema proposto. Nessa dissertação, o aluno deve mostrar que sabe como discutir o assunto, aplicando os conhecimentos que possui (de várias áreas) para conduzir a discussão.
O candidato deve mostrar que sabe usar os conhecimentos que tem para desenvolver o tema. Segundo Olivieri, isso não significa "exibir conhecimento". "Tem candidato que fica procurando palavras difíceis para mostrar que conhece o idioma, que quer colocar citações históricas só para mostrar que sabe, isso não é preciso. É esperado que o aluno se expresse com clareza" afirmou. 

3ª Competência:Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista

Numa dissertação, basicamente, o aluno tem de apresentar o seu ponto de vista e dizer por que ele vê as coisas assim, tentando convencer o leitor de que ele, o aluno, está certo. Trocando em miúdos: se alguém chega para o pai e diz: "eu preciso de um carro", ele precisa convencer o pai da sua necessidade. Para isso, ele vai selecionar, relacionar e organizar motivos, de uma maneira que seja convincente. É o mesmo procedimento da dissertação.

4ª Competência:Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação

Dissertar é fazer conexões, como se faz aqui: "Todo homem é mortal. João é homem. Logo, João é mortal." Trata-se de articular a primeira declaração com a segunda, de modo que a conclusão seja uma decorrência delas. Os mecanismos linguísticos são basicamente as palavras que conectam as declarações. No exemplo dado, ela é o "logo". Note: se a gente tirar o logo e puser outra semelhante, a conexão ocorre (por exemplo, em vez de "logo", "portanto"). Mas se puser outra, aleatóriamente, a conexão não se faz: "Todo homem é mortal. João é homem. Mas, João é mortal." "Todo homem é mortal. João é homem. Nem João é mortal." Ou seja, é preciso estabelecer relações de causa e consequência entre os fatos que são expostos.


5ª Competência:Elaborar proposta de solução para o problema abordado, respeitando os valores humanos e considerando a diversidade sociocultural

Trata-se de fazer propostas de solução para o problema apresentado. Exemplo: quando se fala no problema do lixo, a reciclagem pode ser apontada como solução. Se não resolve de vez, ao menos contribui para isso. Só vale a pena fazer duas ressalvas: 
1) Não seja óbvio nem genérico demais, dizendo algo como "as autoridades competentes devem tomar as devidas providências"; 
2) Procure não ser radical no modo de encarar a questão. O radicalismo pode facilmente incorrer no desrespeito aos valores humanos.


Adaptação da fonte: http://educacao.uol.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá pessoal!
Agradeço seu comentário.
Volte sempre! Geisa