PAISAGEM

ORAÇÃO DO DIVINO ESPÍRITO SANTO

OH! JESUS MEU ETERNO PAI DO CÉU, DOCE CORAÇÃO DE JESUS, SOIS O ME REFÚGIO, MEU GUIA, MINHA LUZ QUE ILUMINA TODO MEU CAMINHO, ME PROTEJA, ME AJUDE, ME DÊ ÂNIMO, CORAGEM E MUITA CONFIANÇA. FIQUE SEMPRE COMIGO. DAI-ME UMA PAZ QUE BROTA DO MEU CORAÇÃO. DAI-ME A GRAÇA DE CONSEGUIR FAZER ALGO PARA VOS AGRADAR. DAI-ME FORÇA, A DECISÃO E CORAGEM. ENVIE TEU ESPÍRITO SANTO E TUDO SERÁ CRIADO. NÃO DEIXE TARDAR EM VOS AGRADECER. ILUMINE MINHA MENTE QUE DEVO FAZER. AJUDE QUE EU NÃO ME ESQUEÇA DE VOS AGRADECER. JESUS FIQUE SEMPRE COMIGO. DOCE CORAÇÃO DE MARIA, RAINHA DO CÉU E DA TERRA. SEJA NOSSA SALVAÇÃO. AMÉM

Observação: Esta oração foi escrita por minha mãe em seus últimos dias de vida /1993. Saudades!

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

10 dicas para interpretar um texto

Interpretar um texto não é uma arte, é algo que todos nós deveríamos teoricamente estar aptos a fazer depois de devidamente alfabetizados, mas na verdade sabemos que na prática isso não é bem assim. Vários fatores podem contribuir para que tenhamos mais ou menos dificuldades para interpretar, como nossa cultura geral, se dominamos ou não o assunto tratado no texto, o vocabulário empregado e também o estilo do autor. Textos em estilo rebuscado, cheios de termos técnicos e frases longas (como essas que incluí aqui) podem confundir e o resultado vai deixar a desejar.
Não há como “ensinar” a interpretar um texto com um artigo apenas, é um longo processo que depende de uma ação global que leva tempo, mas aqui váo algumas dicas que poderão ajudar.
1- Leia todo o texto antes de começar a responder as perguntas
É necessário pelo menos saber do que se trata antes de tentar achar respostas. Desista da ideia de “ganhar tempo” sem ter que ler tudo, apenas “escaneando” as partes do texto que têm as respostas que procura. Para confundir, algumas vezes o que é afirmado em uma parte do texto é depois desmentido em outra parte mais abaixo. Veja no exemplo abaixo:
“Primeiramente escolhemos a segunda-feira para nossas reuniões mensais mas depois percebemos que esse era também o dia do maior número de faltas entre os funcionários, então optamos por transferir nossas reuniões para a terça-feira.
Se a pergunta for: “Em que dia acontecem as reuniões citadas no texto?” e você só ler a primeira parte, vai optar erroneamente pela opção “segunda-feira”, quando no final do mesmo parágrafo está escrito que elas foram transferidas para a terça-feira. Você tem que ler tudo antes de começar a responder para não cair nessa armadilha.
2- Leia o enunciado das perguntas antes de responder. 
Parece óbvio mas mais de um candidato perdeu pontos em provas de vestibular e concursos porque não reparou que o enunciado era: “marque a resposta que não é verdadeira” e, presumindo que deveria marcar a verdadeira, marcou a primeira que encontrou no texto e seguiu adiante. E isso nos leva à terceira dica.
3- Leia atentamente todas as alternativas antes de escolher. Uma alternativa que pode parecer verdadeira vai parecer menos apropriada depois que você tiver lido todas as outras. Nem sempre a primeira que parece verdadeira realmente é. Leia todas antes de se decidir.
4- Se as alternativas forem muito parecidas grife com o lápis a parte que é diferente. Nosso cérebro trabalha melhor com uma quantidade menor de informações de cada vez. Grifando as partes diferentes você irá focar apenas na parte que é diferente, já que a parte que é igual não irá determinar a alternativa correta. Veja nas alternativas abaixo e entenderá o que quero dizer:
a) O suspeito chegou ao escritório às 9 da manhã.
b) O suspeito deixou ao escritório às 9 da manhã.
c) O suspeito deu uma saída às 9 da manhã mas voltou logo em seguida.
d) O suspeito ficou no escritório por 9 horas.
Agora que já grifou a parte diferente, precisa voltar ao texto e ver se há referência à manhã (se não houver, já elimina a, b e c, sobrando apenas d); se retornou (elimina a, b, d e sobra c); e assim por diante.
5- Quando uma resposta pode estar contida em duas partes do texto grife-as e compare com cuidado. 
No exemplo dado na dica 1, você grifaria: “escolhemos a segunda-feira” e “optamos por transferir… terça-feira.” Depois você verá que se uma data é “escolhida” e depois “transferida”, vale a data para a qual foi transferida.
6- Preste atenção às palavras que parecem não ter importância. 
Essas palavras podem fazer toda a diferença. Veja as frases abaixo:
a) Ela não queria ir conosco, mas concordou no final.
b) Ela queria ir conosco, porém discordou no final.
c) Ela queria ir conosco, e concordou no final.
d) Ela não queria ir conosco, portanto discordou no final.
Vemos que há poucas diferenças nas frases, mas em a e c ela foi, enquanto que em b e d ela não foi. Também notem que em a e d ela não queria ir a princípio, enquanto que em b e c ela já demonstrou essa disposição de início. As palavras que determinam as diferenças são: não, mas, porém, e, portanto. Se você só lê superficialmente não vai perceber essas diferenças.
7- Em caso de dúvida, tente reduzir sua margem de erro. 
Se achar difícil responder a uma questão com quatro alternativas, tente reduzí-las a pelo menos duas, eliminando as que não podem ser. Geralmente esses testes contém pelo menos duas questões que são absurdas ou que podem ser eliminadas à primeira leitura. Com quatro questões em aberto, chutando sua margem de acerto será de 25% (a de erro será 75%, portanto bem maior). Eliminando duas respostas sua margem se equilibra, você tem 50% de chances de acertar ou errar. Não é o ideal mas a estatística já é bem mais favorável.
8- Responda primeiro o que sabe. 
Ficar perdendo tempo com questões mais difíceis fará com que acabe errando as mais fáceis. Nosso emocional pode nos ajudar ou atrapalhar e nós é que decidimos o que vai ser. Leia e se não conseguir achar a resposta, marque um “x” ao lado das questões que não consegue responder de primeira, responda as outras e siga assim, “pulando” e marcando as mais difíceis e resolvendo as mais fáceis. Quando terminar com as fáceis retorne às difíceis, se não puder responder reduza a duas alternativas e chute. Se você não sabe não há como descobrir a resposta.
9- Tente visualizar o que está escrito. 
Muitas vezes o que faz sentido no papel, quando visualizado não fará mais sentido e veremos que trata-se de uma “pegadinha”. Quando você lê “e ela entrou porta adentro esbravejando”, tente imaginar essa cena, assim ficará mais fácil entender o texto, as intenções do autor e perceber possíveis discrepâncias nas alternativas apresentadas.
10- Mantenha a calma. 
Não importa se o texto é longo, se é difícil, se há muitas questões. Desesperar-se só irá causar um bloqueio mental que o fará errar tudo e provocará o famoso e temido “branco”. Melhor responder calmamente (e corretamente) 70% das questões e chutar as outras (se não der tempo de resolver todas) do que fazer tudo às pressas e se enrolar todo.
Espero que essas dicas ajudem, voltarei com mais 10 em outra ocasião. Para receber notificações quando forem feitas atualizações, siga o blog ou algum dos links abaixo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá pessoal!
Agradeço seu comentário.
Volte sempre! Geisa