PAISAGEM

ORAÇÃO DO DIVINO ESPÍRITO SANTO

OH! JESUS MEU ETERNO PAI DO CÉU, DOCE CORAÇÃO DE JESUS, SOIS O ME REFÚGIO, MEU GUIA, MINHA LUZ QUE ILUMINA TODO MEU CAMINHO, ME PROTEJA, ME AJUDE, ME DÊ ÂNIMO, CORAGEM E MUITA CONFIANÇA. FIQUE SEMPRE COMIGO. DAI-ME UMA PAZ QUE BROTA DO MEU CORAÇÃO. DAI-ME A GRAÇA DE CONSEGUIR FAZER ALGO PARA VOS AGRADAR. DAI-ME FORÇA, A DECISÃO E CORAGEM. ENVIE TEU ESPÍRITO SANTO E TUDO SERÁ CRIADO. NÃO DEIXE TARDAR EM VOS AGRADECER. ILUMINE MINHA MENTE QUE DEVO FAZER. AJUDE QUE EU NÃO ME ESQUEÇA DE VOS AGRADECER. JESUS FIQUE SEMPRE COMIGO. DOCE CORAÇÃO DE MARIA, RAINHA DO CÉU E DA TERRA. SEJA NOSSA SALVAÇÃO. AMÉM

Observação: Esta oração foi escrita por minha mãe em seus últimos dias de vida /1993. Saudades!

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Breve informação sobre a crônica e ...


• Cronos, divindade mitológica que representa o tempo
• Primeiro grande cronista da Língua Portuguesa: Fernão Lopes
• Crônicas modernas deixaram de lado o aspecto de registro histórico da classe dominante e anotam com humor, ironia ou lirismo as banalidades do cotidiano
• Crônicas, geralmente, tem a intenção de divertir
• Existem diferentes tipos de crônica:
Crônica descritiva: predomina a caracterização de elementos no espaço
Crônica narrativa: história envolvendo personagens, enredo, etc.
Crônica narrativo-descritiva: predomínio das narrações e descrições
Crônica lírica: linguagem poética e metafórica
Crônica metalingüística: fala sobre o próprio ato de escrever
Crônica reflexiva: reflexões filosóficas sobre vários assuntos

Resumo: Grande Edgar, de Luis Fernando Veríssimo
• Dois amigos se encontram e um não se lembra do outro
• Possibilidade de soluções:
“ Um, o curto, grosso e sincero.  – Não.”
“Outro caminho, menos honesto mas igualmente razoável, é o da dissimulação.(...)
- Desculpe, deve ser a velhice, mas...”
“E há um terceiro caminho. O menos racional e recomendável. O que leva à tragédia e ruína. E o que, naturalmente, você escolhe.” 
• Diversas tentativas e nomes são sugeridos pelo interlocutor
“Você abandonou todos os escrúpulos. Ao Diabo com a cautela. Já que o vexame é inevitável, que ele seja total, arrasador. Você está tomado por uma espécie de euforia terminal. De delírio do abismo. Como que conhece o Bituca?”
“ Ao se afastar, você ainda ouve, satisfeito, ele dizer “ Grande Edgar”.Mas jura que  é a última vez que fará isso. Na próxima vez que alguém lhe perguntar” Você está me reconhecendo?”Não dirá nem não. Sairá correndo.” 
“– Não.”
“Outro caminho, menos honesto mas igualmente razoável, é o da dissimulação.(...)
- Desculpe, deve ser a velhice, mas...”“E há um terceiro caminho. O menos racional e recomendável. O que leva à tragédia e ruína. E o que , naturalmente, você escolhe.” 
 “ Ao se afastar, você ainda ouve, satisfeito, ele dizer “ Grande Edgar”.Mas jura que  é a última vez que fará isso. Na próxima vez que alguém lhe perguntar” Você está me reconhecendo? ”Não dirá nem não. Sairá correndo.”
Obs.: Selecionei apenas algumas partes deste conteúdo. O resumo na íntegra está disponível no site postado abaixo. (Por: Professor Gilmar)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá pessoal!
Agradeço seu comentário.
Volte sempre! Geisa