PAISAGEM

ORAÇÃO DO DIVINO ESPÍRITO SANTO

OH! JESUS MEU ETERNO PAI DO CÉU, DOCE CORAÇÃO DE JESUS, SOIS O ME REFÚGIO, MEU GUIA, MINHA LUZ QUE ILUMINA TODO MEU CAMINHO, ME PROTEJA, ME AJUDE, ME DÊ ÂNIMO, CORAGEM E MUITA CONFIANÇA. FIQUE SEMPRE COMIGO. DAI-ME UMA PAZ QUE BROTA DO MEU CORAÇÃO. DAI-ME A GRAÇA DE CONSEGUIR FAZER ALGO PARA VOS AGRADAR. DAI-ME FORÇA, A DECISÃO E CORAGEM. ENVIE TEU ESPÍRITO SANTO E TUDO SERÁ CRIADO. NÃO DEIXE TARDAR EM VOS AGRADECER. ILUMINE MINHA MENTE QUE DEVO FAZER. AJUDE QUE EU NÃO ME ESQUEÇA DE VOS AGRADECER. JESUS FIQUE SEMPRE COMIGO. DOCE CORAÇÃO DE MARIA, RAINHA DO CÉU E DA TERRA. SEJA NOSSA SALVAÇÃO. AMÉM

Observação: Esta oração foi escrita por minha mãe em seus últimos dias de vida /1993. Saudades!

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Carta argumentativa

Fazendo uma retrospectiva em tempos mais antigos, um dos meios de comunicação muito em voga era a carta. A mesma era um instrumento bastante eficaz no envio e recebimento de notícias, e era também um meio de matarmos a saudade de parentes e amigos que ora encontravam-se distantes. 

Hoje, porém, com o advento dos recursos tecnológicos, essa modalidade foi substituída por correspondências feitas em meio eletrônico, tais como, o E-mail, MSN, Orkut e outros. 
A carta insere-se dentre os gêneros textuais que tem como característica principal a Argumentação, na qual o argumento fundamenta-se na solicitação e/ou reclamação sobre um determinado assunto. 

Torna-se imprescindível sabermos que a referida argumentação assemelha-se àquela prescrita na Dissertação, onde o emissor tem como foco principal convencer o destinatário de seu ponto de vista a respeito de um determinado assunto. O que as difere é que na dissertação não há um destinatário específico, do modo que há na carta.
Como a situação comunicativa é totalmente voltada para o instinto persuasivo, e mais, como é algo reivindicativo, esse destinatário pode ser alguém ilustre no meio social ou uma pessoa comum. 

O que irá determinar o grau de formalismo é exatamente o nível de intimidade estabelecido entre ambos. 

Como toda linguagem escrita é pautada por mecanismos específicos, essa não foge à 
regra. Portanto, atentemo-nos para suas partes constituintes:

 Local e data

-  Identificação do destinatário, ou seja, a pessoa a quem será destinada

-  Vocativo - Poderão ser usados pronomes de tratamento específicos, dependendo do grau de convivência entre os interlocutores

-  Corpo do texto - A carta propriamente dita

-  A despedida - Esta poderá ser formal ou não

 -  Assinatura - O nome da pessoa que a redigiu 

Outra questão muito importante é que este tipo de texto é um dos mais requisitados em concursos públicos, provas de vestibulares e exames do Enem. Mas agora que houve uma maior interação sobre as suas particularidades, é só colocá-las em prática e aguardar o excelente resultado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá pessoal!
Agradeço seu comentário.
Volte sempre! Geisa