PAISAGEM

ORAÇÃO DO DIVINO ESPÍRITO SANTO

OH! JESUS MEU ETERNO PAI DO CÉU, DOCE CORAÇÃO DE JESUS, SOIS O ME REFÚGIO, MEU GUIA, MINHA LUZ QUE ILUMINA TODO MEU CAMINHO, ME PROTEJA, ME AJUDE, ME DÊ ÂNIMO, CORAGEM E MUITA CONFIANÇA. FIQUE SEMPRE COMIGO. DAI-ME UMA PAZ QUE BROTA DO MEU CORAÇÃO. DAI-ME A GRAÇA DE CONSEGUIR FAZER ALGO PARA VOS AGRADAR. DAI-ME FORÇA, A DECISÃO E CORAGEM. ENVIE TEU ESPÍRITO SANTO E TUDO SERÁ CRIADO. NÃO DEIXE TARDAR EM VOS AGRADECER. ILUMINE MINHA MENTE QUE DEVO FAZER. AJUDE QUE EU NÃO ME ESQUEÇA DE VOS AGRADECER. JESUS FIQUE SEMPRE COMIGO. DOCE CORAÇÃO DE MARIA, RAINHA DO CÉU E DA TERRA. SEJA NOSSA SALVAÇÃO. AMÉM

Observação: Esta oração foi escrita por minha mãe em seus últimos dias de vida /1993. Saudades!

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Quem é e como age a Geração Y

Por Duda Schwab - Equipe BBel
 Publicado em 13/07/2011
Jovens que nasceram nessa geração cresceram também com forte influência da tecnologia. "Por terem esse contato maior com a internet, a televisão, o videogame e outras tecnologias, essas pessoas têm maior autonomia", ressalta Sidnei.
Outra característica dos Y é a capacidade de realizar diversas tarefas ao mesmo tempo. "Muitos entram na internet e usam o programa de mensagens instantâneas, abrem três ou quatro sites, como portais de buscas, blogs e sites de relacionamentos, ao mesmo tempo em que assistem à tevê e mandam mensagem de celular, são pessoas multitarefadas e multidisciplinares".
Sidnei afirma ainda que essas características podem ser explicadas. Segundo ele, o jovem da Geração Y já nasce "mergulhado em uma sopa de facilidades", onde os pais fornecem tudo que ele precisa e quer. Para o especialista, isso acontece devido ao conflito de gerações.
A Geração X, os pais da Geração Y, cresceu em uma época de grandes mudanças de comportamento. "O pós-guerra, a crise do Petróleo e o surgimento da televisão, fizeram com que esses indivíduos se tornassem extremamente consumidores, mas com a recessão no Brasil, eles passaram apenas a desejar. Quando se tornaram pais, passaram a dar aos filhos - da Geração Y - tudo o que desejavam e não podiam ter", argumenta Sidnei.
Eline Kullock acredita que a família perdeu a hierarquização, o que explica certas características desses jovens, como o egoísmo e enfrentamento. "Desde pequenos percebem que podem decidir tudo, a roupa que vão usar, o que vão comer, onde querem ir. Dessa forma, eles adquiriram uma outra autoridade, não têm mais o limite que os pais deveriam impor", diz.
Saiba mais no site:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá pessoal!
Agradeço seu comentário.
Volte sempre! Geisa