PAISAGEM

ORAÇÃO DO DIVINO ESPÍRITO SANTO

OH! JESUS MEU ETERNO PAI DO CÉU, DOCE CORAÇÃO DE JESUS, SOIS O ME REFÚGIO, MEU GUIA, MINHA LUZ QUE ILUMINA TODO MEU CAMINHO, ME PROTEJA, ME AJUDE, ME DÊ ÂNIMO, CORAGEM E MUITA CONFIANÇA. FIQUE SEMPRE COMIGO. DAI-ME UMA PAZ QUE BROTA DO MEU CORAÇÃO. DAI-ME A GRAÇA DE CONSEGUIR FAZER ALGO PARA VOS AGRADAR. DAI-ME FORÇA, A DECISÃO E CORAGEM. ENVIE TEU ESPÍRITO SANTO E TUDO SERÁ CRIADO. NÃO DEIXE TARDAR EM VOS AGRADECER. ILUMINE MINHA MENTE QUE DEVO FAZER. AJUDE QUE EU NÃO ME ESQUEÇA DE VOS AGRADECER. JESUS FIQUE SEMPRE COMIGO. DOCE CORAÇÃO DE MARIA, RAINHA DO CÉU E DA TERRA. SEJA NOSSA SALVAÇÃO. AMÉM

Observação: Esta oração foi escrita por minha mãe em seus últimos dias de vida /1993. Saudades!

quinta-feira, 22 de setembro de 2011


Gêneros Literários


Gênero é o modo como se veicula a mensagem literária. Há grandes diferenças de conteúdo e de forma entre os textos.
          Plana
  •  Forma:
    - estrutura;
    - prosa - parágrafos
    - poesia - versos
  • Conteúdo:
    - significação;

         Gênero Lírico
Seu nome vem de lira, instrumento musical que acompanhava os contos dos gregos. Por muito tempo, até o final da Idade Média, as poesias eram cantadas, separando-se o texto do acompanhamento musical, a poesia passou a apresentar uma estrutura mais rica. A partir daí, a métrica, o ritmo das palavras, a divisão em estrofes, a rima, a combinação das palavras, foram elementos cultivados com mais intensidade pelos poetas.
A forma soneto é, dentre as várias outras formas fixas surgidas na história da literatura, que mais resistiu ao tempo, sendo um modelo acolhido pelo poeta ainda nos nossos dias.
Estrutura do soneto:
- 14 versos distribuídas em dois quartetos e dois tercetos;
- métrica: usualmente versos decassílabos e alexandrinos;
- rima
Quanto ao conteúdo, os poetas líricos se caracterizam pelo predomínio dos sentimentos, das emoções, o que os torna subjetivos. A poesia em geral pertence a este gênero.
Gênero Narrativo
Na atualidade passou-se a chamar gênero narrativo ao conjunto de obras em que há narrador, personagens e uma seqüência de fatos. É uma variante do gênero épico. Abrange várias modalidades de texto em que aparecem os seguintes elementos:
1 - Foco narrativo: presença de um elemento que relata a história como participante (1º pessoa)ou como observador (3º pessoa ). E, também há o narrador onisciente.
2 - Enredo: é a seqüência de fatos, podendo seguir a ordem cronológica em que eles ocorrem (sucessão temporal dos fatos), ou a ordem psicológica (sucessão dos fatos, seguindo as lembranças ou evocações das personagens, apresentando, muitas vezes flash-backs ou voltas ao passado.
3 - Personagem: seres criados pelo autor com características físicas e psicológicas determinadas.
4 - Campo e espaço: o momento e o local em que os fatores são narrados e onde se desenrolam.
5 - Conflito: situação de tensão entre os elementos da narrativa.
6 - Clímax: a situação criada pelo narrador vai progressivamente aumentando sua dramaticidade até que chega ao clímax, ao ponto máximo.
7 - Desfecho: momento que recebe o clímax, no qual se finaliza a história e cada personagem se encaminha para seu "destino".
Ao gênero narrativo pertencem as seguintes modalidades de texto:
  • O conto:
    O conto, por ser breve e simples narrativa, é um gênero muito cultivado. Apresenta as seguintes características:
    - apresenta apenas uma célula dramática.
    - poucos personagens intervem na narrativa.
    - cenário limitado, espaço restrito.
    - espaço de tempo curto.
    - diálogos sugestivos que permitem mostrar os conflitos entre as personagens.
    - a ação é reduzida ao essencial, há um só conflito.
    - a narrativa é objetiva, por vezes, a descrição não aparece.
     
  •  Romance:
    O Romance é uma narrativa longa, caracterizada por conter:
    - enredo complexo.
    - um ou vários conflitos das personagens.
    - tempo, espaço ampliadas.
    - vários personagens.
    É a mais importante das modalidades narrativas em prosa. Envolve a narração de um acontecimento fictício, porém verossímil, ou seja, coerente com o universo real em que se espelha. 
     
  •  Fábula:
    Narrativa inverossímil, com fundo didático, que tem como objetivo transmitir uma lição de moral. Normalmente a fábula trabalha com animais como personagens. Quando as personagens são seres inanimados, objetos, a fábula recebe a denominação de apólogo.
Gênero Épico
A narrativa é feita em versos (geralmente), num longo poema - a epopéia- que ressalta as excelentes qualidades de um herói, protagonista de fatos históricos ou maravilhosos.
As epopéias que surgiam na civilização oriental, na sua maioria, derivam de três obras básicas; Ilíada e Odisséia, do grego Homero, e Eneida do romano Virgílu.

Epopéia:
As epopéias são poemas de forma física, geralmente em versos de tamanhos regulares (10 ou 12 versos). Dividem-se em cinco partes:

1- Exórdia ou proposição - introdução em que se apresenta o herói e o tema. Exemplo: Em "Os Lusíadas", principal epopéia da língua portuguesa, Camões apresenta, como herói o povo português.

2- Invocação - um pedido de inspiração às musas da poesia. Em "Os Lusíadas", o pedido é feito às Tágides, ninfas do rio Tejo.

3- Dedicatória - O poema é dedicado à alguém; um rei, um protetor, um povo. "Os Lusíadas é dedicado à P.Sebastião, rei de Portugal.

4- Narração - Os fatos são narrados cem ênfase nas peripécias do herói e nos acontecimentos históricos. É a parte mais ampla da Epopéia. Em "Os Lusíadas", é a viagem de Vasco da Gama em direção à Índias.

5- Epílogo - Fechamento da Epopéia geralmente com a consagração dos heróis. Em "Os Lusíadas", é o regresso triunfal dos portugueses com uma passagem pela Ilha dos Amores.
Fonte: http://www.vestibular1.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá pessoal!
Agradeço seu comentário.
Volte sempre! Geisa