PAISAGEM

ORAÇÃO DO DIVINO ESPÍRITO SANTO

OH! JESUS MEU ETERNO PAI DO CÉU, DOCE CORAÇÃO DE JESUS, SOIS O ME REFÚGIO, MEU GUIA, MINHA LUZ QUE ILUMINA TODO MEU CAMINHO, ME PROTEJA, ME AJUDE, ME DÊ ÂNIMO, CORAGEM E MUITA CONFIANÇA. FIQUE SEMPRE COMIGO. DAI-ME UMA PAZ QUE BROTA DO MEU CORAÇÃO. DAI-ME A GRAÇA DE CONSEGUIR FAZER ALGO PARA VOS AGRADAR. DAI-ME FORÇA, A DECISÃO E CORAGEM. ENVIE TEU ESPÍRITO SANTO E TUDO SERÁ CRIADO. NÃO DEIXE TARDAR EM VOS AGRADECER. ILUMINE MINHA MENTE QUE DEVO FAZER. AJUDE QUE EU NÃO ME ESQUEÇA DE VOS AGRADECER. JESUS FIQUE SEMPRE COMIGO. DOCE CORAÇÃO DE MARIA, RAINHA DO CÉU E DA TERRA. SEJA NOSSA SALVAÇÃO. AMÉM

Observação: Esta oração foi escrita por minha mãe em seus últimos dias de vida /1993. Saudades!

sexta-feira, 17 de junho de 2011

O uso de filme na sala de aula

Tempos modernos
Dicas e sugestões de atividades pedagógicas para o uso do filme em sala de aula.
Por Danielle Lourenço
07/05/2011


Ficha técnica do filme


Título original: Modern Times
Gênero: Comédia
Duração: 1h27min
Ano de lançamento: 1936
Estúdio: United Artists/Charles Chaplin Productions
Distribuidora: United Artists
Direção: Charles Chaplin
Roteiro: Charles Chaplin
Produção: Charles Chaplin
Música: Charles Chaplin
Fotografia: Ira H. Morgan e Roland Totheroh
Tempos modernos


Sinopse
um clássico da sétima arte que aborda de forma cômica a mecanização da mão de obra, o capitalismo dos anos 30 e a desigualdade social.
A revolução industrial é retratada em um ambiente de uma fábrica com engrenagens gigantes que opera com processos de linha de montagem, baseado no modelo fordiano.
Há uma crítica à desigualdade social, em que ficam claramente explícitas as diferentes realidades da burguesia e do proletariado.
Ácido, porém engraçado, o filme é atemporal, profundo e confirma a genialidade de um dos maiores ícones do cinema mundial.
Crítica do filme
“O filme é repleto de informações e situações para serem analisadas. Porém, dadas as características técnicas (preto e branco e mudo), pode ser entediante para os alunos.
O melhor modo de assistir, em minha humilde opinião, é dividindo em duas etapas. A primeira visando a análise do modelo de trabalho proposto da época da revolução industrial, com a mecanização que promoveu o desemprego, a grande depressão vivida nos EUA, os movimentos sociais dos trabalhadores e em um segundo momento a crítica à desigualdade social.”
Danielle Lourenço – Pedagoga


Sugestões pedagógicas
1) Contextualização.
Para a perfeita compreensão do filme, é necessário contextualizá-lo com os alunos. Época da filmagem X contexto social X condições técnicas de filmagem. 
2) Depressão econômica de 1929.
O filme mostra a vida urbana dos Estados Unidos após a grande depressão econômica de 1929. É possível abordar as consequências sociais que tal crise provocou: desemprego, fome, aumento dos índices de violência.
3) Impacto da revolução industrial.
É possível retratar o impacto da revolução industrial com seus processos mecânicos que otimizaram a produção e os lucros, mas promoveram igualmente o desemprego.
Enfoque a cena em que Chaplin fica parafusando as coisas, mesmo em horário de descanso e quando "parafusa" os botões da saia da secretária, e a cena antológica em que ele é "engolido" pelas engrenagens da fábrica.
4) Substituição homem x máquina.
Questione os seus alunos se esta substituição do homem pela máquina ainda acontece nos dias atuais e como isso acontece.
5) A Televisão.
Em alguns momentos, o diretor da empresa se comunica por uma tela de TV. Converse com seus alunos sobre esse tipo de liderança e também faça um link com a apologia à TV (leia-se consumo) que os jovens e crianças vivem todos os dias.
6) A Tecnologia.
Uma temática bem atual, as tecnologias contemporâneas, pode ser abordada por meio da análise da máquina de refeições. Coisas simples devem ser substituídas por recursos tecnológicos? Onde a tecnologia é necessária?
Exemplo: em uma sala de escritório trabalham 10 funcionários. Eles usam o MSN para convidarem uns aos outros para tomar um cafezinho... Não seria mais fácil falar com o colega ou ir até a mesa dele?
7) Movimentos sociais.
Promova uma análise dos movimentos sociais dos trabalhadores como greves e passeatas. Analise com os alunos a prisão injusta de Chaplin por estar apenas segurando a bandeira do manifesto. Como estes movimentos sociais são vistos pela sociedade contemporânea?
8) Questionamento.
Questione seu grupo: por que Chaplin insiste em voltar para cadeia?
9) Ideia de prosperidade.
Depois que encontra a jovem órfã, a vida do personagem ganha novo sentido. Qual a ideia de prosperidade que ele manifesta?
10) Diferenças sociais.
O emprego de Chaplin na loja de departamentos mostra claramente as diferenças sociais. Converse com seus alunos sobre como isso é mostrado e que outras situações do filme também abordam a mesma temática.
Links complementares
O filme sustenta os fatos com base em documentos do Arquivo Nacional Brasileiro. O site para consulta é:
·         http://www.arquivonacional.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá pessoal!
Agradeço seu comentário.
Volte sempre! Geisa